sábado, 7 de março de 2015

Tranças


Tranças me tiram do sério.
São brinquedo de menina,
passatempo de mim mesma.
São histórias que desfilam
no salão de minha beleza.
Tranças me esticam ideias.
Tracionam o neurônio ermitão,
morador do lugar mais secreto,
de lá do fim dos recônditos
de que é feito meu cérebro.
Tranças me trazem afetos.
Para novo mapa de tesouros,
digite senha de carinhos
que guardarei em segredo.
Tranças me fazem caminhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diga, então...