terça-feira, 30 de outubro de 2012

Sem ponteiros

Foto: Aglacy Mary

Se é um dia seu que posso ter,
eu vou querê-lo tanto 
que ninguém jamais terá certeza 
de quanto tempo fomos.

Se esse dia for de sol, 
dourarei meus cabelos
e encherei cumbucas de areia
e tomarei sustos com tatuís
e comerei ondas de vento
e me emangabarei completamente.
Com você.

Se a chuva vier, porém,
seu colo será meu barco,
meus braços serão seus remos,
e sempre haverá porto
em nossos olhos.

(Para os que vivem desafios que exigem sujeitos mais sábios a respeito do tempo.)

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Em curso

é pra não sei quando,
mas sei que a vida
vai,
que chega cobra
e um dia passarinha
pra nunca mais

domingo, 7 de outubro de 2012

Amor em um parágrafo

Foto: Aglacy Mary

Logo notei que seria difícil resistir. Ele tinha estilo, e eram claras suas intenções. Aquele comportamento seletivo tornava tudo mais estimulante, encantador. Persistente, não abandonava seu desejo, seu foco não se perdia durante ... nem depois. Todas essas qualidades se revelaram naquela carta. Como se sente num beijo, eu soube que a diferença entre ele e os outros estava no poder de uso da língua. É por aí que se conhece um bom leitor. 

Um pouquinho mais desses papos: Amores na ponta da língua