quarta-feira, 16 de março de 2011

Quem são

Meu céu, meu mar numa terça de folga, numa inteira de vida


Bobos
Da janela assistem às borboletas
Planejando cores para setembro
Chove, choram
Seguem formigas preparando invernos
E torcem pelas cigarras cantoras
Riem todos os dias
Um riso do depois da tristeza
Perdem-se nos atalhos da noite
Buscando ver melhor o dia
Bobos
Vivem poesia

4 comentários:

  1. Dei sorte em conhecer esse seu trabalho no Mural da Aperipê FM com a crônica O POSTE. Agora estou lendo compulsivamente.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, "Jorgin, o maneiro". O Ministério da Saúde adverte: Ler compulsivamente um autor e revelar-lhe isso pode envaidecê-lo muito... hehehe... Espero que encontre alguma palavra que lhe valha. Vou lá conhecer seu blog.

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito desse!

    E a legenda da foto tb é fantástica!

    ResponderExcluir
  4. Você é da turma, Wedmo. E dos bons.

    ResponderExcluir

Diga, então...