domingo, 4 de julho de 2010

Chapinha ou Contradiscurso


Dona de um consciencioso discurso, saiu a tempo de fazer nova chapinha pra tentar domar a rebeldia que o DNA plantara em sua cabeça.

(Microconto)

Psiu! Não vale zombar de meu rabisco.


Ah! Você pode gostar de Amores na ponta da língua.

5 comentários:

  1. Contra o DNA não há argumentos. Quanto a usar chapinha ou não, eis o xis da questão.

    Rabiscos que nada, a mensagem está bastante positiva, Cecília faz uns bem parecidos.

    Abração

    ResponderExcluir
  2. O xis está sempre no que nos motiva, Almirante. Eu, particularmente, não tenho motivo algum.

    ResponderExcluir
  3. Ops! Esqueci de dizer, Almirante, que fiquei feliz por vê-lo no meu Refúgio. E que honra ser comparada à sua pequena Cecília... hahaha!

    ResponderExcluir
  4. Rabisco? Que rabisco? Antes de chegar ao final estava imaginando de onde você tinha tirado a ilustração...!
    Adoro microconto. E viva o tóin-tóin!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Joelba/Nena (moça versada no inglês e no espanhol, especialista em Shakespeare, empreendedorismo e muito mais):

    Juro que farei um curso de Corel. Ou não.

    Também adoro microconto. O problema é que, quando a gente começa, é difícil parar.

    Feliz com a sua visita.

    ResponderExcluir

Diga, então...