domingo, 10 de abril de 2011

Com tensão

Sem tensão / Foto:Aglacy Mary


Não lhe peço nada
Se veio aqui, terá somente a dor
E o calor de meu desejo
Que a ninguém mais interessa
Não tenho calma
Minh’alma se apressa
De sair da linha
Romper estâncias
Sem tempo para chegar
Nem lugar
Não lhe quero nada
Não me quero dada
Se pode, rasgue a contenção
De minha palavra
E percorra-a, farta
Louca
Amarga


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diga, então...