sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Ressurreição

Foto: Aglacy Mary | Sevilla

Ah! que nasce agora o meu desejo
de outro canto aos cantos revelar.
Alheia à dor que já me dei a exaltar,
ordeno meus versos em novo cortejo.
Rua larga e livre caminhar.

Aqui minha voz ensaia, em solfejo,
uma prenda que quer reverberar.
Despido de rugas, os meus olhos
nunca viram o que agora vejo.
Antes, um muro e silêncio no ar.

Hoje, luz infinda e mais um beijo.
Banco de imagens com que sonhar.


Leia também Ideias de uma infância.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diga, então...