quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Estética


Me gustan servilletas con poesía

A minha poesia corre.
Quer o que ainda não pode.
Tenta o pincel sobre a massa
e passa
e sonha dourar os olhos
que se verão sabidos da beleza
que pode ser pintada no fato
de apenas ser poesia.

Quer mais? Palabras


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diga, então...