quinta-feira, 2 de julho de 2015

Tempos de madrugar

Portinari

hoje eu tenho medo dos anos.
dos nossos primeiros anos.
daqueles que ainda estão fora da lei.
daqueles que continuam no ponto cego
dos olhos turvados da educação.

acordem, crianças!
o recrutamento começará mais cedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diga, então...